Friday, May 24, 2024
InícioMaranhão'Sentimento de medo todo o tempo', diz família de maranhense morta pelo...

‘Sentimento de medo todo o tempo’, diz família de maranhense morta pelo ex-namorado nos EUA; acusado fugiu da prisão

Débora Evangelista Brandão, de 34 anos, foi morta a facadas pelo ex-namorado em 2021. Danilo Sousa Cavalcante cumpria pena de prisão perpétua pelo crime e fugiu da prisão nos Estados Unidos. Ao g1, família da vítima diz que espera que o acusado seja encontrado.

Por Rafaelle Fróes, g1 MA — São Luís


Sarah Brandão e a irmã, Débora Brandão, morta a facadas pelo ex-namorado nos Estados Unidos — Foto: Arquivo pessoal

A família da maranhense Débora Evangelista Brandão, morta a facadas pelo ex-namorado Danilo Sousa Cavalcante, diz que está com medo após ser informada que o acusado fugiu da cadeia nos Estados Unidos, onde cumpria pena de prisão perpétua por ter matado a ex-namorada. O crime aconteceu em 2021, na frente dos filhos da vítima.

  • Ao g1, Sarah Brandão, irmã de Débora, disse que apesar da sensação de medo, a família espera que Danilo Sousa Cavalcante seja encontrado em breve pelas autoridades americanas.

“Sentimento de medo todo o tempo. Estamos seguros com a polícia, mas estamos na esperança de que ele será encontrado. No momento, estamos nos resguardando como família”, disse.

Com receio, Sarah Beatriz explicou que a família, que é natural de Balsas (MA), pretende ficar reclusa neste momento em respeito à memória de Débora e não pretende comentar sobre o assunto.

Reproduzir

Brasileiro condenado à prisão perpétua por matar ex-namorada foge da cadeia nos EUA

Crime

Débora Evangelista Brandão, de 34 anos, foi morta em 18 de abril de 2021, na cidade de Phoenixville, no estado da Pensilvânia. A vítima foi esfaqueada e morava nos Estados Unidos há cerca de cinco anos com os dois filhos, que presenciaram o crime.

Danilo Sousa Cavalcante, ex-namorado de Débora, foi preso suspeito de praticar o crime por não aceitar o fim do relacionamento. Segundo as investigações, desde 2020, ele ameaçava Débora. Ele foi preso pela polícia americana no estado da Virgínia, 1h30 após o assassinato.

Cronologia do crime

  • Em 18 de abril de 2021 Danilo Sousa segurou Débora pelos cabelos e esfaqueou a jovem na frente dos filhos na cidade de Phoenixville, no estado da Pensilvânia, nos Estados Unidos
  • A filha de Débora se comunicou com a polícia e avisou sobre o crime
  • Danilo foi preso pela polícia americana no estado da Virgínia, 1h30 após o assassinato
  • Danilo Sousa Cavalcante foi condenado a prisão perpétua nos Estados Unidos no último dia 23 de agosto
  • No dia 31 de agosto de 2023 Danilo Sousa fugiu da cadeia, nos Estados Unidos

Condenação e prisão

Danilo Sousa Cavalcante não aceitava o fim do relacionamento com Débora Evangelista Brandão — Foto: Montagem/g1

Danilo Sousa Cavalcante não aceitava o fim do relacionamento com Débora Evangelista Brandão — Foto: Montagem/g1

Danilo Sousa Cavalcante foi condenado a prisão perpétua nos Estados Unidos no último dia 23 de agosto. Após a sessão do júri, que durou apenas 15 minutos, Danilo Sousa foi condenado a prisão perpétua por homicídio em 1° grau. Ele deve cumprir a pena nos Estados Unidos.

Segundo Sara Brandão, irmã de Débora, o ex-namorado não aceitava o fim do relacionamento. “Diversas vezes, ela terminou com ele e ele tentando voltar, não sei porque ele esfaqueou ela, foi muito brutal’, disse.

Além desse crime, Danilo Sousa é réu em um processo criminal por homicídio cometido em Figueirópolis, na região sul do estado do Tocantins, em 2017;

Fonte: G1 MA

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -

MAIS ACESSADAS

Recent Comments